domingo, 1 de janeiro de 2017

Reflexões de 2016 para a prática de 2017



Não passei a virada do ano da forma que gosto, sempre passo na igreja. Não estava me sentindo bem, resolvi ficar em casa. Durante o primeiro dia, sempre almoço com os amigos, mas dessa vez não rolou.
Não é por isso que vou ficar triste, tenho um ano pela frente.
Aproveitei para refletir em tudo, como estava minha vida, o que estava fazendo com ela. Percebi que muitas vezes penso nas pessoas antes de mim, com isso sempre me machuco, preciso pensar mais em o que a Vivianne quer, não fazer para agradar. Outra coisa que percebi, que sou muito transparente, sou muito verdadeira, costumo falar sobre mim para pessoas que não deveria, preciso me guardar mais, preciso me calar.
Tenho um sonho desde criança, sempre lutei para conquistar, mas não posso fazer sozinha, não depende só de mim. Então é acreditar que se um dia for para acontecer vai acontecer naturalmente. Então vamos colocar em prática aquilo que está ao meu alcance.
Vamos lá 2017!!

domingo, 25 de dezembro de 2016

Natal em família



Celebramos natal em família, agradecemos por estarmos juntos, com saúde. Não somos uma família perfeita, mas procuramos continuar unidos.
Podemos passar várias situações na vida, mas algo que permanece é a família.
Peço muita paz, saúde e amor. Com isso conseguimos suportar todas as coisas.
E vamos seguindo.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

A última terapia do ano



Hoje foi a última terapia desse ano.
A minha psicóloga me fez refletir em como estou terminando esse ano, o que mudou e quais os meus planos para o próximo ano.
Eu tenho a convicção que mudei muito desde que comecei a terapia, me sinto segura, me conheço melhor, consigo distinguir o que quero.
Estou em busca de alguns sonhos, pretendo alcança-los em 2017.
Então a minha tarefa é pensar bem em tudo isso nesse final de ano e colocar em prática em 2017.
Perguntei se um dia teria alta, ela sorriu e me respondeu, depende de você.

sábado, 10 de setembro de 2016

Basquete de cadeira de rodas (por um outro olhar)




Hoje foi o dia de homenagear nossos  grandes atletas, aqueles que ultrapassam seus limites por um sonho, uma vitória, pois um dia disseram que eles não iriam conseguir, e a força e motivação fizeram chegar onde estão.
Para mim não precisa a medalha de ouro, prata ou bronze, só o fato de ver a dedicação e superação, faz de vocês os grandes vencedores.
Uma pena o nosso país não incentivar e motivar da forma que deveria esses atletas, não costumamos assistir os jogos em dias normais ou conhecer quem são e suas histórias.
Assistindo o basquete de cadeira de rodas, eles caindo e se levantando ou quando não conseguia levantar o outro ajudava, percebi o que de melhor eles conseguiam passar, o que exalava de dentro de cada um.
O quanto preciso melhorar, tantas coisas preciso mudar, antes de ir estava lamentando por algo que tenho passado, isso me motiva continuar caminhando, continuar lutando e acreditando.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Logo Eu (Jorge e Mateus)

Eu te vi e já te quis
Me vi tão feliz
Um amor que para mim era sonho
Surpreendente provar
Do que eu só ouvi falar
E você resolveu me mostrar

Logo eu que nem pensava
Eu não imaginava te merecer
E agora sou o dono desse amor
Eu nem quero saber porque
Eu só preciso viver
O resto dessa vida com você
Com você, com você
O resto dessa vida com você.

Espero um dia encontrar alguém que mereça essa música

domingo, 21 de agosto de 2016

O sonho chegou ao fim



A vida sempre me da uma paulada, estou sempre caindo e levantando.
Tantas coisas já passei e continuo passando.
Nem sempre tenho respostas, procuro refletir e tirar a lição de tudo isso.
Bom mais uma vez o relacionamento chegou ao fim, sem muitas explicações, apenas que não da mais.
Se fosse a um tempo atrás iria pensar no que errei, iria me culpar mais uma vez, mas dessa vez sei que dei o meu melhor, procurei ser uma grande parceira, e que se ele não quis não há nada que eu possa fazer.
Sei que dói, vou sofrer, mas nada como o tempo para curar.

sábado, 23 de julho de 2016

Viagem a Minas

Hoje fui conhecer minha sogra em Minas.
A viagem foi cansativa, um frio terrível, mas valeu a pena.
Uma mulher super amável, nos demos super bem.
Foi só um fim de semana, mas parece que nos conhecemos a muito tempo.
Conheci uma parte da família, me trataram super bem.
Pelo menos de sogra estou bem rsrs.